Grupo Ferro Gaita

O nome ferro gaita vem da combinação dos dois instrumentos: o ferro (pedaço de metal tocado com uma faca) e a gaita (tipo de acordeão), utilizados na música tradicional cabo-verdiana, como instrumentos base do género musical mais tocado pelo grupo: o funaná, que teve a sua génese, com a chegada do acordeão a cabo verde, com o camponês do interior de Santiago a apoderar-se deste instrumento e a cantar a sua alma e a sua vivência típica; com muita pobreza, revolta e contestação escondidas, motivos que levaram a que essa música fosse proibida em lugares públicos, durante a época colonial.

A 22 de Julho de 1996, nasce o grupo musical ferro gaita, formado pelo Iduino e mais dois jovens músicos, que descobriram na gaita, no ferro, na bateria e na viola baixo, novos caminhos para o funaná, os quais iniciando as suas actuações em bares e em concertos de rua, cedo chamaram a atenção das pessoas pelo som quente e diferente que apresentavam, tendo como corolário o convite para participar num dos maiores festivais de cabo verde em Maio de 97, o festival da gambôa, na praia – ilha de Santiago.

Em Junho de 1997, o grupo gravou em Rotterdam – Holanda, o seu primeiro cd “fundu baxu”, tendo como base o funaná. O trabalho, cuja comercialização se iniciou a 22 de Agosto, foi o cd mais vendido em cabo verde e nas comunidades cabo-verdianas durante esse ano.

Depois de 2 anos a actuar em vários pontos do mundo e em cabo verde, em Setembro e Outubro de 1999, o grupo gravou em Brockton – EUA, o seu segundo CD “rei di tabanka”; caracterizado por uma clara evolução técnica, que abrangeu outros estilos musicais tradicionais: como o funaná lento, rápido e sambado, o batuque, a tabanka (com a introdução de instrumentos tradicionais de sopro como a bombona (búzio com mais de 100 anos), meia Bumba e cornetinha) e o finaçon (em parceria com uma lenda viva de cabo verde: nha Nácia Gomi, com 75 anos na altura), tendo o CD sido muito bem aceite, com o grupo a cimentar a sua posição no mercado e continuando a Realizar vários espectáculos por todo o mundo.

Nos anos seguintes o grupo publica mais 2 CD’s, em 2001 “Rei de Funana”, uma compilação de 10 musicas das 2 primeiros CD’s e 2003 “Bandera Liberdadi”, sendo ambos bem aceites pelo público introduzindo tabanca o tema (Xó Pelada).

Em Outubro de 2006 o grupo gravou o CD/DVD ao vivo na Praia de nome “Ferro Gaita ao Vivo – Finkadu na Raiz”, como forma de comemorar o seu 10º aniversário, tendo o mesmo chegado ao mercado em Dezembro de 2006

Em 2007 o grupo foi distinguido pelo governo de Cabo Verde com a medalha de mérito cultural da 1ª classe e homenageado pelo ministro da cultura de Cabo Vede.

O Grupo musical ”Ferro Gaita” comemorou o seu 13º aniversário a 22 de Julho, celebrando 13 anos ao serviço da cultura de Cabo Verde, sendo nesse momento uma das referências nacionais e internacionais da musica de Cabo Verde.

O Mesmo procedeu à criação de uma escola de música tradicional de modo a dar continuidade musical ao grupo, criar nas crianças e jovens o gosto pela música tradicional, retirar crianças carenciadas da rua dando-lhes uma ocupação e inscrevendo-as no ensino, para além de outros objectivos sociais.

A mesma vem evoluindo com meios dos elementos do grupo Ferro Gaita, desde a sua criação à cerca de 1 ano e meio, tendo os elementos iniciais evoluído para o grupo musical Gaita Ferro, com crianças e jovens dos 11 aos 25 anos, que já começou a actuar em eventos e festivais, gravando também o seu 1º CD/DVD promocional com 2 músicas